Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Jesus Cristo’

É tempo de conhecer o Rei e este tempo se chama sempre. Ele quer se revelar quer demonstrar o seu grande amor para a Sua noiva, quer que ela sinta o quanto Ele é precioso para ela e o quanto ela é preciosa para Ele.

Sim, é tempo de dar a Ele canções de amor, declarações que só podem sair de um coração apaixonado, um coração que queima por Ele, por ter Ele, por ser totalmente dEle. Porem nós temos entregado a Ele o nosso silêncio, afinal, o nosso cansaço faz com que as declarações de amor sejam apagadas, faz com que desejamos conhecer mais o descanso do corpo do que do espírito, uma noiva cansada, muito atarefada com o Reino e esquecida do Rei. A realidade parece ter mudado passar um tempo se perfumando para o Rei, não é mais prioridade, a prioridade é gastar o perfume de muitos dias atrás, com o suor produzido para o Reino. O suor de correr atrás do Rei foi trocado pelo suor do ativismo para o Rei.

A noiva pode se perguntar: “Qual é o problema? Estou fazendo tudo para o Rei, para a Sua honra e glória, não consigo enxergar nenhum problema nisso, será que não estou demonstrando dessa forma o meu amor pelo Rei?” Não ha nada de errado em servi-lo, mas o Rei não nos chama mais de escravos, mas de amigos, escravos não se relacionam, apenas servem, mas os amigos alem de servi-Lo, o conhecem. Temos que servi-lo com todo o nosso coração, em todo o tempo, sermos um povo disposto a qualquer sacrifício para espalhar a vida do Reino, porem nós temos que estar prontos, pois perguntas podem surgir quando formos implantar o Reino: “Como é o Rei? Como Ele está? O que Ele pensa a respeito disso? Qual é a característica mais marcante do Rei? O Que Ele falou com você hoje?”. Implantar o Reino fará despertar perguntas que focam o Rei. Mediante isso, como está o relatório da noiva sobre o seu Rei, atual ou passado? A noiva tem o seu relatório diário sobre o Rei, ou possui um relatório da última vez que precisou desesperadamente da Sua ajuda?

É tempo de novamente correr para o Rei, segurando nas mãos um lindo buquê com as flores que Ele mais gosta e cantar para Ele, fazendo com que os seus olhos brilhem com tamanha demonstração de amor e dizer:

“Amado da minha alma, não adianta me esforçar para o Seu Reino e não ter onde me abastecer de força, somente o Teu sorriso, aprovando as minhas atitudes me abastecem de força. Eu estava atarefado demais e não encontrava tempo para sentar e te olhar, estava fazendo tudo para você, mas sem você, perdão meu amado, suas ordens para o Reino somente são efetuadas com sucesso, quando eu te deixo ir alem das ordens, pois eu sei que Tu não és um Rei monótono, mas ativo. A partir de hoje, eu olho novamente para o meu dedo e vejo nossa aliança, que me revela que somos um. Desculpe-me por dar valor mais as obras do que ao Obreiro. Assim, vamos juntos e quando perceber que eu estou querendo prosseguir sem Ti, o Senhor tem total liberdade para dizer-me o verso que está em nossa aliança: “Eu sou do meu Amado e o meu Amado é meu”, não sou do Reino, sou teu.

Read Full Post »

“Eis aqui agora o tempo aceitável, eis aqui agora o dia da
salvação” (2 Coríntios 6:2).

Uma pobre costureira estava muito triste porque, apesar de
ser uma cristã, jamais havia levado qualquer pessoa à
presença de Cristo. Propôs, então, em seu coração, falar ao
leiteiro, na manhã seguinte, sobre o amor do Senhor e da
salvação. Antes mesmo do romper do dia ela se encontrava à
porta, aguardando a chegada daquele que diariamente trazia o
leite, bem cedo, para sua casa. Assim que o leiteiro chegou
ela o cumprimentou e perguntou: “Você conhece o Salvador,
Jesus Cristo?” Colocando seus baldes no chão, ele respondeu:
“Cara senhora, por que me fala sobre isso exatamente agora?
Faz dois dias que não consigo dormir e sinto um grande peso
sobre minha vida. Eu não sou um cristão e sinto-me
completamente envolto em escuridão. Se a senhora sabe como
posso encontrar a luz e a paz para minha vida, por favor me
diga.” Ela lhe contou seu testemunho e como havia entregue
sua vida ao Senhor. Perguntou-lhe se desejava se tornar um
cristão naquele momento e, ao ouvir o sim do leiteiro, orou
por ele que retornou ao trabalho com um largo sorriso no
rosto.

Muitas pessoas, hoje, estão vivendo da mesma forma que
aquele leiteiro. Guardam mágoas interiores, não conseguem
libertar-se de rancores antigos, arrastam-se em desesperança
e não conseguem perceber os raios de luz do amor de Deus,
derramados para que todos vivam em perfeita alegria e
felicidade.

E qual o nosso papel, como cristãos, diante de tais pessoas?
Iluminar-lhes o caminho através de um testemunho fiel e
verdadeiro. Contar-lhes o quão maravilhoso é andar na
presença de Deus e desfrutar de Suas bênçãos sem medida. E o
momento para agir desse modo não é amanhã ou na próxima
semana.

O mundo está precisando do Senhor e não podemos deixar para
depois. O tempo é agora… já! Talvez estejamos na igreja há
muitos anos e não percebemos que o “ide e pregai o
Evangelho” jamais fez parte de nossa vida cristã.

Que tal começar a falar de Cristo àqueles que estão próximos
de você? Já pensou nisso? Deus conta com o seu trabalho.

Read Full Post »