Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘menina de 9 anos’

Olá queridos,

Essa semana que se passou, todos nos ficamos sabendo de uma menina de 9 anos que foi estuprada e por consequência desse estupro engravidou de gêmeos e no fim acabou abortando. O mundo inteiro noticiou o ocorrido principalmente pela posição da igreja católica em estar excomungando a mãe da menina e a equipe médica que realizou o aborto. Excomungar no dicionário significa: 1 Anatematizar; separar da Igreja Católica. 2 Tornar maldito; esconjurar. 3 Condenar; reprovar; tachar.

Li alguns artigos na internet que se a menina tivesse os filhos o parto seria de risco, etc. Ouvi algumas pessoas informando sobre o trauma de uma menina de 9 anos ter 2 filhos por consequência de um estupro. Gostaria de deixar uma pergunta : Ela tendo os filhos ou não.. o trauma que se instalou na alma dessa menina teria alguma diferença? Não seria pior para ela depois saber que abortou? Será que ela não levaria isso em seu coração para o resto de sua vida em saber que além de ter sido estuprada, abortou 2 vidas?

Voltando ao caso da igreja católica excomungar. Qual a diferença faz em separar da igreja católica? A igreja nunca é, nunca foi e nunca vai ser uma estrutura física. A igreja é corpo de Cristo que somos nós. A bíblia é clara quando nos informa que a verdadeira religião pura e sem mácula é visitar os orfãos e as viúvas nas suas tribulações e a si mesmo guardar-se incontaminado do mundo. Está na bíblia no evangelho de Tiago 1:27. Portanto, não vejo motivos para tanto alvoroço. Agora, excomungar também significa tornar maldito, condenar, reprovar. Ai a coisa complica. Quem nos condena não é igreja nenhuma, não vai ser o padre, o arcebisto, o pastor, o papa, o semi-deus que vai condenar alguém. Vamos deixar para quem realmente tem toda a autoridade para fazer isso que é Deus. Ou o padre é Deus? O arcebispo é Deus? O pastor é Deus? O papa é Deus?

Agora voltando em relação ao aborto em si. Em salmos 139.13-16 nos diz o seguinte:

Pois possuíste os meus rins; cobriste-me no ventre de minha mãe.Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem.Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui feito, e entretecido nas profundezas da terra.Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia.

Deus nos forma quando estamos ainda no ventre de nossa mãe. Preste atenção nisso “Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe”. O profeta Jeremias foi chamado por Deus antes de ter nascido (Jeremias 1:5) – Antes que te formasse no ventre te conheci, e antes que saísses da madre, te santifiquei; às nações te dei por profeta. O apóstolo Paulo também como diz as escrituas em Gálatas 1:15 – Mas, quando aprouve a Deus, que desde o ventre de minha mãe me separou, e me chamou pela sua graça”. Com essa passagens bíblicas podemos afirmar que as crianças já no ventre têm uma identidade espiritual. Desde o momento da concepção, há um progresso de desenvolvimento que continua até chegarmos a idade adulta.

Nada nessa vida acontece por acaso. Vida é vida. Não sou a favor do aborto e também apesar de amar os católicos (não o catolicismo) .. também não sou a favor da posição da igreja católica. As coisas não funcionam dessa maneira.

Termino com as perguntas que fiz acima, novamente: Ela tendo os filhos ou não.. o trauma que se instalou na alma dessa menina teria alguma diferença? Não seria pior para ela depois saber que abortou? Será que ela não levaria isso em seu coração para o resto de sua vida em saber que além de ter sido estuprada, abortou 2 vidas?

Reflita sobre isso e comente 😮

paz do Senhor Jesus

Gabriel

Read Full Post »