Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘sal no contexto judaico’

Olá queridos tudo na benção ai?

Ontem fui a um restaurante como de costume na semana e coloquei em meu prato peixe e salada. O peixe estava muito sem sal, sem gosto algum e a salada também..rs Olhei para o lado e vi aquele negocinho de sal.. dai coloquei no peixe e na salada. O peixe estava ruim mesmo, nem com o sal melhorou, mas a salada ficou uma delícia!

É impressionante como o sal faz a diferença em uma comida. Tem pessoas que são muito exageradas e nem começam a comer já colocam sal. Aí ja é exagero demais né. Logo depois me deu um pouquinho de sede, tive que tomar um líquido rapidamente rs.

O sal, no contexto judaico, tinha um significado muito profundo. Além das características naturais, como conservante e tempero, o sal na cultura judaica antiga fazia parte de um simbolismo todo especial. Em um nível social, comer sal com alguém representava compartilhar de sua hospitalidade, atribuindo a ele sua subsistência.

Em mateus 5.13 nos diz: “Vós sois o sal da terra; e, se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta, senão para se lançar fora e ser pisado pelos homens”. Em Marcos 9.50 ” Bom é o sal; mas, se o sal se tornar insípido, com que o temperareis? Tende sal em vós mesmos, e paz uns com os outros”.

Queria te dizer algo sobre o sal. O sal provoca SEDE. Quando estamos em sintonia com o Espírito Santo e quando vivemos no mundo com propósito, alegria e paz, com frequência “criamos” uma sede espiritual nas pessoas ao redor. Nós devemos ser vistos e reconhecidos como uma ilha no oceano da lama e da podridão que é o mundo. Precisamos ser diferentes das demais pessoas do mundo. O mundo anseia por amor sincero, por atenção e compreensão, por uma palavra de estímulo. Todos somos carentes de carinho, de amor e de compreensão.

O cristão precisa ser reconhecido como o cara. As pessoas do mundo precisam ver nele um olhar diferente, um leve e contínuo sorriso em seu rosto, uma força extraordinária para enfrentar os “problemas” da vida. Isso é ser sal da terra.

Que hoje ao olhar para si mesmo, você diga: “Eu sou sal, preciso provocar sede nas pessoas”.

Aleluia!

Gabriel

Read Full Post »