Feeds:
Posts
Comentários

Archive for fevereiro \20\UTC 2008

Caos x Fé

Umas das coisas que tem fortalecido a minha fé é o fato de me conscientizar de que Deus não parou para considerar os problemas visíveis; não se deteve para meditar sobre a profundidade, largura, altura ou quantidade da deformação da terra, como também não perdeu tempo analisando a imensidão do vazio.

Simplesmente, ao olhar para o caos, colocou seu foco nas soluções mais importantes para meditar, do que em problemas. Diante disso, reconheço que muitas vezes perdemos tempo criando imagens negativas quando paramos para considerar as circunstâncias.

Quanto mais ficamos presos a essas imagens, mais nos sentimos impossibilitados, e os problemas se agigantam. A Bíblia nos ensina que a fé vem pela pregação, e a pregação pela palavra de Deus. Observe que não é qualquer pregação que nos alimenta de uma fé do tipo de Deus.

Uma pessoa poderá abrir a Bíblia para pregar, usar um texto bíblico e mesmo assim não proporcionar aos seus ouvintes a fé do tipo de Deus.

Uma certa ocasião ouvi um homem de Deus ministrando cura sobre muitas pessoas. Pude perceber nele um coração desejoso de fazer a vontade de Deus. Era um homem sincero em suas palavras, mas com relação à doutrina da redenção estava sinceramente errado. Em seus ensinamentos sobre a cura divina ele salientava que se fosse da vontade de Deus as pessoas seriam curadas.

É bem verdade que ele estava usando um texto bíblico que dizia que Jesus curava as pessoas. Entretanto, a sua pregação não transmitia a fé do tipo de Deus, e sim uma esperança sob dois aspectos: esperança positiva e esperança negativa, pela possibilidade de haver ou não uma cura.

Sabemos que esperança não é fé; logo, sua pregação pela palavra estava produzindo a fé do tipo do homem que vê a impossibilidade em Deus quando essa não existe, pois a impossibilidade está no homem, por não crer ou não conhecer exatamente como a Palavra de Deus trata esse assunto.

A pregação pela Palavra de Deus produziria exatamente o que Deus diz, a fé do tipo de Deus, pela qual todas as coisas são possíveis ao que crê.

“A fé é a certeza das coisas que se esperam e a convicção de fatos que se não vêem.” Hebreus 11.1

Anúncios

Read Full Post »

Fé com amor.

Um dos maiores construtores da fé que eu conheço é saber que o Pai me ama. Deus ama a todos, mas Deus é um Deus de fé. O canal para o Pai é a fé. Quando nós começamos a conhecê-lo nas escrituras, nossa fé começa a crescer.

A fé funciona com o amor. Quando eu compreendo que Deus é um Deus bom e que Ele está interessado em mim e que Ele me ama, então eu posso colocar a minha confiança Nele. Eu posso confiar em alguém que se preocupa comigo. Há crentes que não confiam em Deus porque não O conhece.

A fé pode ser definida como confiança. O salmista Davi escreveu:

“Como é preciosa, ó Deus, a tua benignidade! Por isso, os filhos dos homens se acolhem à sombra das tuas asas. Fartam-se da abundância da tua casa, e na torrente das tuas delicias lhes dás de beber: pois em ti está o manancial da vida: na tua luz, vemos a luz. Continua a tua benignidade aos que te conhecem, e atua justiça, aos retos de coração.” Salmos 36.7-10     

Deus continuará com a Sua benignidade para aqueles que O conhecem. Observe no versículo 7 que a benignidade de Deus é preciosa. Quando você cresce em seu relacionamento com Deus, quando você vem para conhecê-lo intimamente, você desfrutará da Sua preciosa benignidade. Então,você colocará a sua confiança nEle.

Há uma confiança que vem por conhecer a Deus. É uma confiança que motiva você a ser audacioso em sua caminhada de fé e a ser benção no Reino de Deus.

“Aos violadores da aliança, ele, com lisonjas perverterá, mas o povo que conhece ao seu Deus se tornará forte e ativo.” Daniel 11.32  

Read Full Post »

A Poda

João 15.2 “…ele poda, para que dê mais fruto ainda”. NVI

Em qualquer vinha, isto é, em qualquer plantação de uvas, o agricultor poda os ramos para que produzam mais frutos.Do ponto de vista espiritual, por vezes, o nosso Senhor tem que fazer conosco algo semelhante aos pés de uva – podando as nossas vidas.

E muitas vezes, não é somente os ramos velhos que têm que ser podados, mas mesmo os vivos e vitais, têm que ser cortados para que um fruto melhor e mais abundante possa crescer.

Muitas circunstâncias diferentes na vida, podem ser usadas como “tesoura de poda” nas mãos do Senhor.Poderá ser um gesto de rejeição… uma palavra ofensiva… ou mesmo o silêncio de alguém.
Poderá ser alguma frustração… ou poderá ser um tempo de esperar em Deus, quando algo parece irremediável e não há amigos que possam ajudar.Mas a tesoura de poda é conduzida por um par de mãos amorosas.

O Grande Agricultor, aqui, é Deus mesmo!

Ele sabe o que agüentamos, e Ele sabe em que nos podemos tornar com algumas podas: mais amorosos, mais alegres, mais tranqüilos, tolerantes, bondosos, cheios de confiança, gentis, equilibrados – mais fortes e melhores do que somos hoje.

Portanto, nós não devemos fugir da tesoura de poda… mas devemos confiar na mão que segura nela.Porque o nosso Pai no céu tem um propósito – produzir fruto em nós, melhor e mais abundante.

Não há erro: se Jesus está no seu coração, você é fértil, porém, através da poda, você se torna mais frutífero.
É uma equação com precisão matemática: FÉRTIL + PODA = FRUTÍFERO

Read Full Post »

Andai no Espírito

Inspirado pelo Espírito Santo, Paulo diz em Gálatas 5:16, “Andai pelo Espírito, e não haveis de cumprir a cobiça da carne”, sendo que não se trata de uma opção para nós, mas de uma ordem.

Somos seres humanos com livre arbítrio e vontade própria, sendo isso que nos diferencia dos animais, pois , nós é que devemos escolher o caminho que desejamos seguir, inclusive em relação a salvação, batismo no Espírito Santo, ou para sermos cheios do Espírito.

Se escolhemos andar no espírito, não teremos problemas com a carne; mas diariamente temos que tomar a decisão, se enfrentarmos as situações na carne ou no espírito.

Embora Deus permita que escolhamos nossos caminhos, ás vezes Ele nos ajuda na decisão, como no caso de Jonas, que Deus mandou-o ir para Nínive, ele resolveu ir para outra cidade, então Deus preparou-lhe uma tempestade e um grande peixe, que ajudaram Jonas obedecer (Jonas 1,2 e 3). Mas a decisão sempre é nossa: Andar no espírito ou na carne; na vontade de Deus ou fora dela; com Jesus ou com o diabo.

Romanos 8:1-8 diz que não há condenação para os crentes que andam pelo Espírito, porque escolheram andar na lei do Espírito da vida para que a lei do pecado e da morte não tenha efeito neles. E sabemos se estamos andando no espírito, pelas inclinações da nossa carne, e pelos frutos que produzimos.

Assim, no momento em que escolhemos andar na carne, declaramos inimizade contra Deus, que não permanece diante daquilo que não é santo, tornando-se impossível louvarmos ao Senhor, andando na carne.

Se escolhermos andar na carne, além de produzirmos as obras da carne (Gálatas 5:19-21), perdemos a herança espiritual do Reino de Deus, que é justiça. Paz e alegria no Espírito.

Mas, para nos corrigirmos, temos apenas que escolher o caminho do espírito, pelo qual podemos mudar qualquer situação, e automaticamente as obras da carne cessarão.

Devemos então, provocar uns aos outros no espírito, para que andemos no espírito, e possamos herdar as promessas do reino, agradar a Deus e andar com Ele, dependendo de Sua capacidade.

Read Full Post »

E Deus viu tudo o que havia feito, e tudo havia ficado muito bom. Gênesis 1:31
 
Ano novo, vida nova! É impressionante a grande expectativa que alimentamos sobre o Ano Novo. Como é bom deixar para trás um passado cheio de problemas e sentir o sabor de um recomeço!

Mas, o curioso é que experimentamos essa mesma sensação, esse mesmo tipo de sentimento no ano passado. Parece que foi outro dia mesmo.

Antes de esperar por um futuro melhor, sei que preciso avaliar cuidadosamente e corrigir o que aconteceu de errado, para que o futuro promissor não se transforme num passado de amargura e desgosto.

Em escala cósmica, também esperamos “novo céu e nova terra”. No princípio Deus criou os céus e a terra, e tudo era muito bom. Porém, o pecado humano transformou a boa obra de Deus neste mundo violento, desigual e cheio de sofrimentos que desejamos tanto substituir.

Mas, se eu não mudar minha própria vida, nada mudará. Para que o Ano Novo seja melhor que o Ano Velho, é preciso considerar o passado, avaliar os erros e recorrer à graça e perdão de Deus.

Assim, de consciência tranqüila, renovar o compromisso de amor e lealdade ao Senhor e iniciar com coragem, alegria e otimismo este Novo Ano.

Pense:
Do homem são os propósitos; do Senhor, as realizações.

Read Full Post »